O fim do ano se aproxima e com ele vem o décimo terceiro salário, algumas gratificações, premiações e bonificações que deixam a sua conta corrente com mais dinheiro que o habitual. Tentador, mas é preciso ter sabedoria na hora de gastar e pensar, por exemplo, no que investir esse dinheiro.

Muitas pessoas encaram essa quantia como a recompensa por um ano de muito trabalho e logo se imaginam transformando cada centavo em compras no shopping center ou nos grandes e-commerces. O fato é que você pode fazer esse dinheiro render e realizar sonhos ainda maiores.

Já pensou no que investir seu décimo terceiro e outras gratificações, como a participação por lucros obtidos? Continue a leitura e descubra como fazer esse dinheiro todo ficar ainda maior.

No que investir seu 13º?

Tesouro Direto

Trata-se de um conjunto de títulos públicos que são emitidos pelo Tesouro Nacional e representa um empréstimo que você faz ao governo. Cada título é categorizado de acordo com o rendimento.

Existem títulos atrelados à inflação (Tesouro IPCA+ e com juros semestrais), prefixados (Tesouro Prefixado e com juros semestrais) e à taxa Selic (Tesouro Selic). Cada título é indicado para um perfil de investimento.

Se você está pensando no que investir para formar sua reserva financeira, logo, você pode querer resgatar o investimento antes do prazo. Nesse caso uma boa opção é o Tesouro Selic. Seus rendimentos são sempre positivos e ele tem estabilidade de preço tanto para comprar quanto vender.

Como o Tesouro Direto é a porta de entrada para o mundo dos investimentos, ele convida você a investir com risco baixo. E o melhor é que com pouco dinheiro, apenas R$ 30, você consegue ter seu investimento, ou seja, não precisa direcionar toda a quantia do décimo terceiro ou gratificações. É possível se organizar!

Para ver como o seu Décimo Terceiro ou gratificação podem render, confira o nosso simulador de Tesouro Direto

Comprovante de Depósito Bancário (CDB)

Outra opção para quem está pensando no que investir é o Comprovante de Depósito Bancário, ou CDB. Trata-se de um investimento de renda fixa com risco baixo.

O CDB é um título emitido por bancos privados e sua rentabilidade é dividida entre taxa fixa de rendimento (prefixada) e o pagamento de um percentual com base em um indicador, como o CDI (pós-fixada).

O investimento mínimo no CDB é de R$ 1 mil e, antes de escolher essa modalidade, você deve considerar alguns fatores. São eles:

  • taxa de rentabilidade;
  • prazo de vencimento do título;
  • nota de rating de quem emite o título.

Parece complicado, mas não é. Atualmente, as instituições financeiras vêm oferecendo CDBs com rendimentos por volta de de 7% ao ano. No entanto, é importante saber que o rendimento maior pode significar risco associado ao banco.

Além disso, prazos de vencimento longos demais comprometem o seu dinheiro. Você até consegue realizar o resgate antes do término do investimento – através do mercado secundário – mas em grande parte das vezes, resgatar antes do prazo significa perder algum dinheiro.

Mas isso não é motivo para se assustar, pois investimentos em CDB que têm valores de até R$ 250 mil são garantidos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Isso significa que, diante da quebra do banco emissor do título, este fundo garante o seu dinheiro.

Para simular no que investir seu décimo terceiro, bonificações ou outras gratificações, confira o nosso simulador de CDB.

Letras de Crédito (LC)

Imagem de diversas letras de plástico, representando as Letras de Crédito.

Se você ainda não decidiu no que investir seu 13º, confira as letras de crédito. Elas podem ser a aplicação ideal para você.

Outra opção é chamada de Letra de Crédito, ou simplesmente LC. Ela é dividida entre LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) e considerada investimento de baixo risco.

A taxa de rentabilidade das Letras de Crédito costuma ser como os maiores percentuais do CDI. Além disso, as LCs têm proteção do Fundo Garantidor de Crédito, o que significa que investimentos de até R$ 250 mil podem ser ressarcidos caso a financeira responsável decrete falência.

O cuidado na hora de investir em LCs é o mesmo que você deve ter no CDB. Observe pontos como a taxa de rentabilidade, o prazo de vencimento e a nota de rating de quem emite o título.

Para saber quanto o seu dinheiro pode render em Letras de Crédito, consulte o nosso simulador de LCs.

É mais inteligente investir do que gastar

O décimo terceiro salário, bem como as gratificações e bonificações que costumam ser dadas no fim de cada ano, estão fora do seu orçamento mensal. Esse é um rendimento extra, com o qual você não deve contar.

A educação financeira passa por você saber viver com o que ganha, antes de pensar no que investir. Tudo o que vem como acréscimo significa ter em mãos a oportunidade de crescer e de realizar sonhos ainda maiores.

Encare esse dinheiro extra como a possibilidade de construir seu patrimônio, comprar bens que são mais caros, fazer viagens ou ter uma aposentadoria maior que a média da população brasileira.

Para alcançar esses objetivos, você precisa olhar com um pouco mais de cuidado para o seu dinheiro. Investir é o caminho e você não precisa destinar todo o dinheiro para as aplicações — afinal, sabemos que uma parte pode ser usada para o equilíbrio financeiro. E agora você sabe no que investir!

Esse é o momento ideal para repensar suas atitudes e fazer com o que o seu dinheiro trabalhe por você. Confira nossos outros artigos que mostram os primeiros passos para investir.