Você está entre os brasileiros que pretendem investir o décimo terceiro? Receber essa renda extra é provavelmente o segundo momento mais esperado do ano pelos brasileiros, depois do Carnaval. Afinal, todos nós gostamos de ter um dinheiro a mais para evitar o sufoco do final de ano. 

 

Todo trabalhador com carteira assinada e vínculo trabalhista superior a 15 dias tem direito ao décimo terceiro salário. Ou seja, se você trabalha no mesmo lugar desde o ano passado, irá receber um salário inteiro. E como calcular o décimo terceiro? Se você trocou de emprego ou começou a trabalhar neste ano, basta dividir o seu salário atual por 12. Por último, multiplique pelo número de meses trabalhados para fazer suas estimativas.

 

Porém, apesar da felicidade que sentimos quando cai a primeira parcela do décimo, sempre vem aquela dúvida. Pagamos as dívidas? Compramos os presentinhos de Natal? Ou seria melhor reservar para as despesas de início de ano? Ou quem sabe uma tão merecida viagem em dezembro?

 

E para quem quer fazer esse dinheiro virar mais dinheiro, é difícil saber como investir o décimo terceiro. Neste post, você vai descobrir que a melhor maneira de usar essa grana extra é listando as prioridades e pensando no futuro. Em outras palavras, este é um valor mais que suficiente para fazer um investimento e, assim, fazer o seu dinheiro virar mais dinheiro.

 

A seguir, confira algumas dicas para você não se perder em seu planejamento e usar seu décimo terceiro na prática.

 

  • Por que investir o décimo terceiro?
  • Defina as prioridades para o décimo terceiro
  • Priorize o pagamento das dívidas
  • Guardar para as contas do início do ano
  • Investir o décimo terceiro como Reserva de Emergência
  • Curto, médio e longo prazo
  • Onde investir o décimo terceiro

 

Por que investir o décimo terceiro?

 

O décimo terceiro salário é uma renda extra que recebemos no fim do ano. Muitas pessoas pensam em gastar logo de cara. Porém, por que não fazer alguma aplicação para começar seus investimentos? Ou até fazer um novo aporte em investimentos já existentes

 

Nesse sentido, com planejamento financeiro, pode ser uma ótima oportunidade. Para quem ainda não tem uma reserva de emergência, a chegada do décimo terceiro pode ser um bom motivo para começar a poupar dinheiro para ter algum recurso à disposição em cenários imprevisíveis. Para esse tipo de alocação, o ideal é poupar um valor equivalente entre 6 e 12 meses do custo fixo mensal.

 

Do mesmo modo, um investimento pode te ajudar a alcançar um objetivo mais rapidamente, como a troca de um carro, a compra da casa própria ou um valor guardado para a sua aposentadoria. 

 

 

Defina as prioridades para o décimo terceiro

 

Priorize o pagamento das dívidas

 

Primeiramente, se você tem alguma dívida, esse valor deve ser quitado. É fundamental pelo menos diminuir o saldo devedor. Aqui, a primeira missão é descobrir as taxas de juros que incidem em cada dívida. 

 

Infelizmente, muitas modalidades de crédito possuem taxas verdadeiramente tóxicas para seu orçamento mensal. Por exemplo, o cheque especial e o cartão de crédito. E é por aí que você deve começar. Nesse sentido, quite primeiro as dívidas com taxas e valores mais altos e siga pagando seus débitos a partir daí.

 

Guardar para as contas do início do ano

 

São muitas as despesas do início de ano. Antes de mais nada acontecer, já temos que arcar com IPTU, IPVA, matrícula, material escolar. Ou seja, em todo o mês de janeiro, temos que pagar essas mesmas contas. Então, por que não se prevenir para não ficar no vermelho?

 

Inclusive, se você pagar com alguma antecedência, pode até conseguir descontos nesses gastos. Novamente, comece pagando as contas mais altas ou com prazo mais curto.

 

Investir o décimo terceiro como Reserva de Emergência

 

Este é um tema fundamental. Caso não tenha dívidas e já tenha planejado o pagamento das contas previstas para o começo do próximo ano, a melhor pedida é usar o dinheiro do décimo terceiro para formar sua reserva de emergência. E você pode fazer isso aplicando no mercado financeiro.

 

A reserva deve funcionar como um fundo contra imprevistos financeiros, servindo para cobrir suas contas em caso de alguma surpresa desagradável ocorra com seu salário. Pode acreditar, esse dinheiro vai ser muito útil no futuro e você vai agradecer por não ter gastado agora.

 

Curto, médio ou longo prazo

 

O próximo passo será encaixar seus objetivos em prazos definidos. Para isso, você precisa fazer um diagnóstico financeiro da sua situação. Em seguida, defina o quanto pode investir por mês.

 

Posteriormente, depois de definir o que você quer fazer primeiro, é só comparar o quanto você pode investir por mês com o quanto precisa de dinheiro para cada objetivo. Com nossa planilha de rendimentos da Renda Fixa, descubra quanto tempo você precisa para chegar aos valores necessários a cada meta e divida seus objetivos conforme os prazos.

 

As metas de curto prazo são aquelas que você planeja realizar em até um ano. As de médio prazo, entre um e três anos, e de longo prazo, em pelo menos cinco anos.

 

 

Onde investir o décimo terceiro

 

Renda fixa

 

Títulos do Tesouro Direto são extremamente democráticos, com investimentos a partir de R$ 30. São a opção mais segura do mercado, com baixo risco e diversos prazos e indexadores. Portanto são ótimos exemplos de aplicações para iniciantes.

 

CDB é uma alternativa para quem pensa em Renda Fixa. Contam com taxas de remuneração mais altas que o Tesouro Direto. No entanto, só oferecem resgate no prazo final. Então, antes de qualquer compra, avalie bem se não precisará do dinheiro no meio do caminho é fundamental.

 

A outra vantagem é que os CDBs tem proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

 

Títulos do Tesouro Direto, como o Tesouro Selic, e CDBs com liquidez diária são ótimas exemplos para você construir a sua reserva de emergência. Contudo, lembre-se de escolher investimentos que pagam no mínimo 100% do CDI.

 

Fundos de Investimento

 

Fundos são uma modalidade de investimento coletivo. Isso significa que eles reúnem recursos financeiros de diversos investidores para um investimento em conjunto. Ou seja, várias pessoas investem em um fundo que é composto por diversos ativos e é gerido por um especialista.

 

E esse profissional toma conta de todo o patrimônio. Esse patrimônio pode estar na forma de ações, imóveis, títulos públicos, derivativos, entre outros. Na prática é assim. Imagine que o fundo funciona como um condomínio.

 

Nessa analogia, cada condômino é o dono de uma cota (um apartamento). Além disso, eles pagam alguém (síndico ou administrador) para administrar e coordenar as diversas tarefas do condomínio (jardineiro, limpeza, porteiro, entre outros).

 

Existem fundos com valores mínimos de aplicação que oscilam entre R$ 100 e R$ 50 mil, que atuam nos mais diversos mercados com diferentes fatores de risco. Contudo, existem fundos de várias modalidades, como Ações, fundos multimercado e de Renda Fixa. É um tipo de produto que por conta do leque de possibilidades, portanto sempre vale a pena dar uma olhada.

 

 

Ações, ETFs e Fundos Imobiliários

 

Já pensou em experimentar algum investimento na Bolsa de Valores? Se você já construiu a sua reserva de emergência, por exemplo, pode dar um passo além em busca de mais rentabilidade. Você pode aplicar por exemplo em Ações, fundos de índice ETF ou mesmo Fundos Imobiliários.

 

Em primeiro lugar, verifique os custos envolvidos no portal da Easynvest, assim como nosso material sobre o assunto.

 

Em contrapartida, às vezes não sentimos que o momento é ideal para investir. Ou achamos ser necessário pensar um pouco mais. Para você se sentir mais confiante, confira as dicas que preparamos.

 

Para investir o décimo terceiro, fique ligado nos seus objetivos e perfil de investidor

 

Independente da sua escolha, busque tipos de investimentos cuja data de vencimento bata com seus objetivos financeiros e o seu perfil de investidor. Por exemplo, aquela viagem que você está planejando para o próximo ano.

 

Vários investimentos em Renda Fixa são boas pedidas para esse caso. Portanto, não caia na tentação de gastar agora o que você pode gastar em dobro depois, bem como não deixe de investir!

 

E então, vai aproveitar esse dinheirinho a mais para colocar a vida em ordem e investir? Acredite, além de conseguir mais tranquilidade para o próximo ano, você poderá comprar muito mais coisas se tiver a paciência de esperar e ver seu dinheiro virar mais dinheiro.

 

Por fim, na plataforma da Easynvest, você encontra as opções que vão te ajudar a alcançar esse objetivo.