Se você investe em Renda Fixa e costuma acompanhar seu investimento, já deve ter percebido que o valor da quantia aplicada varia diariamente. Também pode ter notado que essas variações nem sempre fazem sentido perante a rentabilidade contratada no início do investimento.

Isso acontece porque o valor dos títulos varia segundo alguns fatores que veremos mais adiante, em um processo chamado de marcação de mercado.

Como funciona a marcação a mercado?

A grosso modo, ela funciona como uma avaliação diária do valor do seu título, já que a rentabilidade contratada só vale para o investidor que ficar com o investimento até o vencimento contratado.

Na Renda Fixa, a marcação a mercado é um fator importante para quem quer pedir o resgate antecipado de algum título.

Porque os preços variam?

Todos os dias, centenas de milhares de investidores negociam títulos privados e públicos. Muitos também apostam no mercado futuro de juros e na baixa ou alta da Taxa DI. As expectativas do mercado para os rumos da economia e da Taxa de Juros Selic e CDI são percebidas a partir desses e outros fatores.

Tudo isso contribui para a marcação a mercado dos preços dos títulos da Renda Fixa.

Quais fatores interferem na marcação a mercado?

A base de cálculo dos preços diários dos títulos de Renda Fixa depende do tipo de rentabilidade de cada investimento. Os pós fixados têm seu preço ajustado diariamente pela variação da taxa referência para a remuneração, seja a Selic ou o CDI.

Já os prefixados ou atrelados à inflação oscilam segundo as expectativas do mercado para a Taxa Selic durante todo o período até o vencimento do investimento. Nesses casos, quando o mercado espera uma alta nos juros, a rentabilidade final do seu título deve subir, enquanto o preço atual dele tende a diminuir. Se a expectativa for de baixa nos juros, a rentabilidade diminui e o preço sobe.

O mesmo acontece com os títulos atrelados à inflação.

Concluindo

O preço dos títulos de Renda Fixa varia conforme as variações de expectativas para o mercado e com as oscilações da taxa de juros e da inflação. Mas isso só vale para quem quer vender o investimento antes da data de vencimento.

O investidor que ficar com o título até a data de vencimento receberá exatamente a rentabilidade acordada no dia em que ele comprou fez o investimento.