*por Prof. Arthur Viera de Moraes

Tudo bem? Deixa eu te falar uma coisa, rapidinho. Um conhecido meu tem um bom imóvel para vender. Considerando o aluguel que o inquilino pagou no mês passado, está rendendo 0,55% ao mês. Que horas posso marcar para vocês se encontrarem no cartório e fecharem o negócio? Ah, até esqueci de mencionar, alguém postou em uma rede social que acha um excelente investimento! Vou avisar o meu amigo que você vai comprar o imóvel dele, ok?

Imagino a sua cara de espanto e o que você deve estar pensando: Como assim comprar um imóvel sem nem saber se é um apartamento ou um escritório? E sem saber onde fica, se está em bom estado, até quando vai ficar alugado, sem pesquisar se tem outros imóveis disponíveis na mesma região, enfim, tanta coisa para pensar antes de tomar essa decisão importante, né?

Eu concordo, também não compraria assim, sem ter feito uma boa pesquisa antes. Mas você acredita que, quando o investimento é em Fundos Imobiliários, tem gente que compra sem nem saber direito o que comprou?

Tenho certeza que não é o seu caso! Mas acontece com frequência. Fundos Imobiliários são uma excelente forma de se investir em imóveis e outros ativos do mercado imobiliário. Afinal é possível investir mesmo com valores baixos, ter acesso a participação em bons imóveis com, igualmente, bons inquilinos, gestão profissional e tudo com transparência, sem burocracia e muito fácil de comprar e vender, pois as cotas são negociadas em Bolsa e contam com toda a infraestrutura que a B3 oferece.

Ainda assim, quando investimos em Fundos Imobiliários, o que efetivamente estamos fazendo é investir nos ativos que pertencem ao Fundo. Por isso, não faz sentido escolher um FII apenas pela rentabilidade ou porque alguém postou por aí que é um bom negócio.

Cada cota de um Fundo Imobiliário representa a menor fração do patrimônio daquele Fundo. Portanto, quando alguém compra uma cotinha que seja, compra uma parte dos imóveis e demais ativos do Fundo.

Então, antes de investir, nada é mais importante do que saber qual é o patrimônio que você vai adquirir uma parte. Nada muito complexo, ninguém precisa ser especialista em shoppings, galpões ou escritórios, essa é a função dos gestores dos Fundos Imobiliários, que são os profissionais que decidem quais ativos vão comprar para o Fundo. Ainda assim, todos deveriam saber que tipo de imóveis ou outros ativos o Fundo possui, onde estão localizados, quais são os inquilinos, qual o tipo e a duração do contrato de locação, enfim, tudo aquilo que qualquer um pesquisaria antes de comprar um imóvel.

Talvez você esteja perguntando: mas se o meu interesse é receber a renda, por que eu deveria escolher pelo patrimônio? A resposta é simples: porque os rendimentos que um Fundo Imobiliário distribui nada mais são do que os frutos gerados pelo patrimônio.

Quer ter rendimentos consistentes por muitos anos? Escolha Fundos com bom patrimônio. Você batalhou muito até ter esse dinheiro para investir. Cuide bem dele!

Confira aula completa: Tudo sobre Fundos Imobiliários (FIIs)

 

 

Arthur Vieira de Moraes é professor de finanças, ministra aulas sobre diversos temas do mercado financeiro e de capitais e, especialmente, sobre Fundos de Investimento Imobiliário. Atua no mercado de capitais desde 1999, assessorando pessoas físicas com seus investimentos em Ações, Fundos Imobiliários e Renda Fixa.