É bem possível que você tenha ouvido falar ou lido sobre mercado financeiro e de capitais. Mas você sabe o que são eles?

Para começar, esses mercados fazem parte da estrutura financeira do nosso país. Eles oferecem a possibilidade de você, pessoa física, emprestar dinheiro para empresas e instituições. Em troca, você pode receber uma boa rentabilidade.

Mesmo que você não invista e deixe seu dinheiro parado na conta corrente, é importante saber que essa é uma forma de você emprestar dinheiro ao seu banco. 

E isso é feito sem que você receba nada por isso. Em outras palavras, todo o lucro fica com os bancos.

Por isso, vale a pena investir e receber um rendimento extra, não é verdade? Continue a leitura e entenda tudo sobre o funcionamento do mercado financeiro e de capitais.

  • O que é mercado financeiro e de capitais?
  • Como funciona o mercado financeiro e de capitais?
  • Câmbio
  • Monetário
  • Crédito
  • Mercado de capitais
  • Como o mercado de capitais é formado?
  • Como desbravar o mercado financeiro e de capitais?

O que é mercado financeiro e de capitais?

O mercado financeiro é o ambiente onde ocorre a compra e venda de valores mobiliários (Ações, títulos de Renda Fixa, Fundos etc), do câmbio de moedas estrangeiras e de mercadorias como minérios e produtos agrícolas.

Nesse mercado acontece a divisão entre quem empresta dinheiro e quem toma alguma quantia emprestada. No segundo caso, esse tomador precisa devolver com juros. Mas a relação nem sempre é direta entre essas partes.

No caso do mercado de Ações, Fundos de Investimento, bem como títulos públicos como Tesouro Selic, existem intermediários que fazem a ponte entre quem empresta e quem toma dinheiro emprestado. Por exemplo a Bolsa de Valores, instituição financeira que faz a negociação de Ações.

Além disso, existem no mercado as corretoras. Essas empresas são responsáveis por intermediar os investimentos. Ou seja, elas conectam a Bolsa e os investidores.

Trata-se de uma alternativa para que você tenha uma renda extra. Afinal, dinheiro parado na conta corrente só é interessante para uma pessoa: o dono do seu banco. Quando você deixa de investir seu dinheiro, o banco faz isso por você. E sem consulta prévia.

Nesse sentido, dentro do mercado financeiro existe o de capitais. Esse é um segmento que faz a intermediação entre quem precisa de recursos para financiar projetos e investidores como você. Mas o foco dele é a negociação de ativos, como Ações e títulos de dívida.

Como funciona o mercado financeiro e de capitais?

Começando de fora para dentro, é preciso entender que o mercado financeiro se divide em quatro grandes mercados. São eles:

  • Câmbio;
  • Monetário;
  • Crédito;
  • Capitais.

Vamos conversar um pouco sobre cada um?

Mercado de câmbio

O foco dele é a troca de moedas. Isso porque quem o utiliza bastante são aquelas empresas exportadoras e as pessoas que viajam para outros países, por exemplo.

Um dos principais responsáveis pela administração, controle e fiscalização das operações do mercado de câmbio em nosso país é o Banco Central.

Mercado monetário

O mercado monetário fica com todas as transações que ocorrem em até 24 horas. Por aqui, você encontra taxas que servem de referência para o rendimento em renda fixa. Por exemplo o Certificado de Depósito Interbancário (CDI).

Aliás, para quem não sabe, CDI é a taxa de juros para empréstimo entre os bancos e que fica bem próxima da taxa básica de juros Selic. 

Fazem parte do mercado monetário somente as instituições financeiras, pois nele ocorrem compra e venda entre elas. Elas participam desse mercado para captar e emprestar dinheiro, entre outras ações.

Essas negociações acontecem para que as empresas terminem o dia com o caixa positivo, uma obrigação legal do mercado.

Mercado de crédito

O mercado de crédito é um dos mais conhecidos. Nele, investidores emprestam dinheiro para pessoas físicas e empresas por uma taxa muito altíssima. Soa familiar? Pois basta lembrar do cheque especial, cartão de crédito e empréstimo pessoal.

Mercado de capitais

Como você é um investidor, ou está se preparando para ser um, é importante conhecer essa fatia do mercado financeiro. Quando você entende seu funcionamento, se sente livre para não depender daqueles outros mercados — principalmente o de crédito.

Para dominar o mercado financeiro e de capitais é preciso ser financeiramente organizado. Ou seja, gastar menos do que recebe é o primeiro passo. Mas fique tranquilo, porque nas linhas seguintes você entenderá o raciocínio.

O mercado de capitais tem esse nome porque as empresas precisam de dinheiro (capital) para o financiamento de inúmeros projetos. Para obterem recursos, elas emitem títulos de dívida, de Renda Variável e a Renda Fixa.

Esses títulos têm o funcionamento muito simples, são como um acordo. Nele, você empresta seu dinheiro e as empresas se comprometem a pagá-lo em um determinado prazo. E a vantagem? Ele vem acrescido de juros.

Isso significa que, se você é um poupador e guarda dinheiro todo mês em sua conta corrente ou poupança, tem aí a oportunidade de virar o jogo e ganhar ainda mais. 

Vale lembrar que o mercado de capitais é regulado e fiscalizado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Isso traz mais segurança para os processos de investimento.

Viu a importância de conhecer o funcionamento do mercado financeiro e de capitais? Ainda tem mais!

Como é formado o mercado de capitais?

O mercado de capitais é composto por instituições financeiras, corretoras de valores e a própria Bolsa de Valores. Nele, são negociados:

  • Ações;
  • Debêntures;
  • Títulos privados;
  • Mercado futuro;
  • Renda Fixa.

Como desbravar o mercado financeiro e de capitais?

O mercado financeiro e de capitais é cheio de jargões, com nomes quase científicos e muitos números. Por isso, nem sempre é simples saber o que escolher e como investir se você não está acostumado a esse universo. 

Mas com canais de educação e tecnologia, a Easynvest criou as ferramentas necessárias para que essa escolha, de quem procura a variedade e as vantagens que uma corretora oferece, seja realmente fácil.

A Easynvest foi pioneira no Brasil em apostar no modelo de negócio digital, sendo uma das primeiras a ter um Home Broker, plataforma digital de investimentos. E se para investir por meio de uma corretora, era necessário preencher e assinar formulários, hoje todo o nosso processo é feito de forma segura e online, valorizando a autonomia do cliente.

Pelo portal ou pelo aplicativo para celular, criamos acessos para você monitorar e investir seu dinheiro com apenas alguns cliques, além do suporte de atendimento para sanar qualquer dúvida.

Além disso, uma das nossas principais missões é transmitir conhecimento para que nossos clientes façam suas próprias escolhas. Por isso, temos canais de conteúdo onde qualquer pessoa pode nos acompanhar e aprender mais sobre o mundo dos investimentos.

E para que você comece no mundo dos investimentos com o pé direito, nós o convidamos a ler os artigos da seção Comece Aqui do blog da Easynvest. Nela, estão explicados esses e outros termos do mercado financeiro e de capitais.

Aproveite e clique aqui para conhecer opções de investimentos e saiba como fazer seu dinheiro trabalhar por você!

Veja também:
• O que é, quem pode ser e como se tornar um Investidor qualificado?
Renda Passiva: o que é e dicas para ganhar dinheiro investindo.
Melhores investimentos: onde investir no segundo semestre de 2021?
•  Saiba o que é e como funciona o Open Banking.
Como investir em ações: guia para começar a investir na bolsa.
Minerar bitcoin ainda vale a pena? Entenda em 5 pontos!