Se você quer saber se investimentos mensais podem ser feitos, a resposta curta é: sim, claro. Mas, na prática, existem alguns detalhes que você precisa prestar atenção na hora de realizar esse tipo de aplicação, e isso muda para cada ativo financeiro.

Para deixar mais claro, vamos dividir pelas famílias de investimentos.

Renda Fixa Privada

Vamos começar com um exemplo prático Quando um CDB é emitido por um banco, por exemplo, ele tem um valor, uma validade e uma taxa definida. Pode acontecer de você investir agora, nesse mês, e no próximo encontrar um CDB do mesmo banco com o mesmo valor. Mas atenção: eles são títulos diferentes, que terão vencimentos em meses diferentes. Isso também ocorre com LC, LCI e LCAs.

Leia mais: Como investir na Renda Fixa sem enganos

A data de emissão é muito importante principalmente por conta da tabela regressiva de Imposto de Renda. Lembra dela? Vamos rever aqui:

Prazo de aplicação Alíquota IR
Até 180 dias 22,5%
De 181 a 360 dias 20%
De 361 a 720 dias 17,5%
Acima de 721 dias 15%

 

Tesouro Direto

Já no Tesouro Direto, as coisas são um pouquinho diferentes. Nele, você está comprando sempre o mesmo título, mas cada mês que você compra conta como uma “boleta” diferente. Na prática, isso significa que a cada vencimento, você pagará uma taxa diferente de Imposto de Renda no resgate. Lembrando que o Tesouro Direto segue a mesma tabela regressiva da Renda Fixa, que mostramos ali em cima.

Também é bom saber que o preço do Tesouro Direto pode variar durante os meses, seguindo os ritmos da economia. Então você até compra o mesmo título, mas com valores diferentes.

Renda Variável

E na Renda Variável, como fica? Bom, quando você compra uma ação, você se torna sócio de uma empresa. Se você comprar a mesma ação todo mês, vai continuar sendo sócio da mesma empresa. Agora, como o preço das ações variam todos os dias, não é certo que você vai conseguir comprar a mesma quantidade de ações com o mesmo dinheiro.

A mesma flutuação acontece com os Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs) e os Fundos de Índice (ETFs). Por serem negociados em Bolsa, o valor de cada ativo muda constantemente. Por isso, investir o mesmo valor todos os meses nesses papéis pode ser muito raro de acontecer.

Fundos de investimento

Você que chegou até aqui pode estar se perguntando: tem algum investimento que é sempre o mesmo valor todos os meses? Sim, os Fundos de Investimento, como Fundos DI, Fundos de Ação e Fundos Multimercado.

No geral, Fundos de Investimento tem um valor mínimo de aporte que não muda, assim como um valor mínimo de movimentação. Por isso, você consegue investir neles com os mesmos valores mensalmente – pelo menos até o fundo fechar ou mudar de regra.

Quer saber como investir mensalmente pode fazer parte da sua estratégia? Então escute esse episódio do Papo que Rende que preparamos para você: