Quer fazer parte do mercado imobiliário, mas não sabe por onde começar? Está se perguntando se vale mais a pena investir em FIIs (Fundos Imobiliários) ou comprar um imóvel físico?

Então fique aqui! Neste post, você vai encontrar um guia completo para sanar todas as suas dúvidas entre usar seu dinheiro para comprar um imóvel e viver de aluguel ou usar o dinheiro para investir nos FIIs.

Aqui você encontrará:

  • FIIs: O que são? 
  • Tipos de FIIs
  • Por que investir em FIIs?
  • Por dentro do Mercado de Imóveis
  • Investir em FIIs ou comprar um imóvel, qual é a melhor escolha? 
  • Como começar a investir em FIIs?

FIIs: O que são?

Se imaginar dono de muitos imóveis faz parte da cultura do brasileiro, certo? Mas, antes de falarmos sobre as vantagens e desvantagens, é importante lembrar o que são os famosos Fundos Imobiliários (FIIs)

Lembra quando você era criança e brincava de Banco Imobiliário? Em primeiro lugar, os FIIs são um tipo de um investimento que permite que você seja proprietário de parte de prédios corporativos, shoppings centers, galpões logísticos e muito mais. Ou seja, é exatamente como no jogo. Você compra algo e recebe uma porcentagem de valor como “aluguel”.

Legal, né? Os FIIs são uma boa opção para quem quer viver de renda sem ter um imóvel físico. Em outras palavras, eles possibilitam que você seja “dono” de parte de vários imóveis sem precisar comprá-los na totalidade. 

Ah, lembrando que a maioria deles são investimentos de longo prazo, negociados diretamente na Bolsa de Valores. Mas, por outro lado, você pode começar a fazer aplicações com pouco dinheiro, diretamente por uma conta em corretora de valores.

Mas como os FIIs funcionam?

Ao adquirir cotas de FIIs, você se torna um dos “donos” desse imóvel, recebendo os aluguéis como lucro (igual ao Banco Imobiliário, lembra?). Para isso, as construtoras financiam suas obras como uma gestora, que divide parte do imóvel em cotas do Fundo. 

Assim, cada dono de cotas recebe um valor proporcional dos aluguéis, que é o rendimento do Fundo. 

Os ganhos dessas operações são divididos entre os investidores na proporção em que cada um aplicou. Contudo, eles geralmente são distribuídos mensalmente e costumam ser isentos de Imposto de Renda.

Tipos de Fundos de Investimento Imobiliários (FIIs)

Existem alguns tipos de FIIs. Antes de mais nada, confira quais são:

Fundos Imobiliários de Tijolo

O nome já diz tudo! Esses são os Fundos que investem em imóveis físicos. Confira exemplos:

  • Hospitais;
  • Universidades;
  • Escritórios corporativos;
  • Shopping centers;
  • Agências bancárias;
  • Residencial;
  • Hotéis;
  • Supermercados.

Fundos Imobiliários de Papel

Fundos de Papel compram títulos financeiros ligados ao setor imobiliário, no lugar dos imóveis em si. Esses títulos podem ser Letras de Crédito Imobiliário (LCIs), Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) etc. 

Fundos Híbridos

Mescla em uma mesma carteira papéis do segmento imobiliário (outros Fundos Imobiliários, LCIs, CRIs) bem como investimentos em imóveis diretamente.

Fundos de Fundos (Fofs)

São Fundos que investem em outros Fundos. Ou seja, investimentos em cotas de outros Fundos Imobiliários. Para entender tudo sobre FIIs, assista ao vídeo: 

Por que investir em FIIs?

A pergunta que não quer calar: por que investir em FIIs e quais são as vantagens? Confira alguns benefícios que listamos para você:

  1.  Ao investir em FIIs, você não precisa se preocupar com a administração dos imóveis, como cobrança, contratos, impostos, entre outros. Então, adeus dor de cabeça!
  2. Diversificação! Você pode comprar cotas/Ações de diferentes Fundos. Assim também não precisa concentrar todo seu investimento em um só.
  3. Segurança! Você pode ser ”sócio” ou “sócia” de empreendimentos onde os inquilinos são grandes empresas. Portanto isso gera maior segurança no seu investimento.
  4. Praticidade: os Fundos são administrados por um gestor que é responsável pela sua manutenção. Em conclusão, menos trabalho pra você!
  5. Rende bem mais que a poupança! Não precisa dizer mais nada, né?
  6. Na palma da sua mão! Você pode fazer operações de investimento pelo computador ou celular.
  7. São isentos de Imposto de Renda para pessoas físicas. Mas existem algumas condições. Você tem que ter menos de 10% das cotas do fundo escolhido e o mesmo deve ter no mínimo 50 investidores.
  8. Você pode começar a investir, por exemplo, com um valor a partir de aproximadamente R$100. 
  9. Facilidade! Não demanda tanto tempo e burocracias quanto comprar um imóvel. 
  10. Investir em grandes empreendimentos! Quer ter a chance de investir em imóveis espetaculares? Sim! Com os FIIs você pode ter acesso a imóveis de alto padrão, em bairros importantes das principais capitais do país. Entre eles estão hospitais, universidades, shoppings famosos e até mesmo hotéis. 

Agora vamos a algumas dicas antes de começar a investir:

Acima de tudo, é essencial pesquisar sobre o Fundo Imobiliário antes de fazer uma aplicação. Entenda o histórico do gestor do Fundo, a liquidez (facilidade de comprar ou vender), assim você se sente mais seguro para seguir seus objetivos. 

Os FIIs são cotados na Bolsa de Valores, por isso eles estão sujeitos a variação do mercado. Então, fique de olho nas oscilações!

Por dentro do Mercado de Imóveis

Agora que você já está 100% por dentro dos FIIs, vamos conhecer o mercado de imóveis. Chegou a hora da dúvida principal: uso o dinheiro que tenho e compro um imóvel para viver de aluguel ou invisto em FIIs? Qual vale mais a pena?

Para saber o que é mais vantajoso aos seus objetivos, entenda que o mercado imobiliário é o setor que negocia a propriedade que uma pessoa deseja adquirir. 

Assim, uando você compra um imóvel, o maior benefício do empreendimento é ter a liberdade na hora de escolher o seu favorito e moldá-lo da forma que você quer. Mas, dependendo do lugar, do imóvel e da reforma, todos esses fatores mexem com o valor do mesmo. 

O dinheiro do aluguel, de certa forma, funciona como um empreendimento imobiliário. Ou seja, você compra e recebe um retorno de valor mensal. Mas por mais que a autonomia seja toda sua, as decisões, burocracias e responsabilidades também te pertencem.

Portanto, lembre-se também que, quando você compra um imóvel, a decisão final e direcionamentos das negociações são todas suas. Isso inclui se vai alugar, se vai reformar, negociar bem como fazer manutenções constantes.

O que devo saber antes de comprar um imóvel e viver da renda que ele fornece?

  1. Quer viver da renda do aluguel? Então fique de olho nas boas oportunidades. Dessa forma, é necessário pesquisar o mercado antes de concretizar uma compra. 
  2. Todo patrimônio pode valorizar ou desvalorizar com o tempo dependendo do lugar onde o mesmo se encontra. O valor do aluguel compensa a longo prazo ou o local escolhido pode desvalorizar? 
  3. Disponibilidade para lidar com inquilinos. Lembre-se que eles exigem que você esteja à disposição para resolver eventuais conflitos e problemas. 
  4. Leve em consideração a existência de custos, gastos, liquidez e burocracias. Além disso, avalie se o valor total desembolsado na compra traz retorno, está alinhado aos seus objetivos futuros e não traz prejuízos financeiros.

Investir em FIIs ou comprar um imóvel, qual é a melhor escolha?

E aí, já decidiu o melhor caminho para seus objetivos financeiros? Não? Aqui vai uma dica: responda estas perguntas.

  • Tenho disponibilidade para lidar com todas as burocracias e responsabilidades da compra de um imóvel?
  • Consigo viver só com a renda do aluguel?

Agora que você já respondeu as perguntas, compare e reveja os benefícios principais de cada um.

Investimento em FIIs:

  1. O imóvel pode desvalorizar e o investimento não.
  2. Nos FIIs, as decisões e burocracias são resolvidas pelo gestor do fundo. Além da praticidade e rapidez na hora de investir. 
  3. Os FIIs apresentam maior liquidez.
  4. Além da segurança e maior rentabilidade, você também pode diversificar na escolha de onde deixar o seu dinheiro. 
  5. Você pode começar a investir com cerca de apenas R$ 100 em grandes imóveis como hospitais e hotéis. São tantas opções! 

Comprar um imóvel:

  1. Autonomia.
  2. Bom retorno do aluguel se o imóvel for escolhido em lugar de boa localização e sem desvalorização. Além disso, deve-se levar em consideração a disponibilidade de tempo para lidar com burocracias e inquilinos, e capital suficiente para a compra, reforma e manutenção.

Para saber mais, assista: 

Como começar a investir em FIIs?

Depois de avaliar as vantagens, percebeu que investir em FIIs é o melhor para você? Então, para começar a investir, é só abrir a sua conta gratuita aqui na Easynvest

Em seguida, escolha o FII de acordo com a sua preferência e aplique em apenas três passos. Depois, é só acompanhar o rendimento do seu investimento.

Aqui na Easy, você também tem TAXA ZERO DE CORRETAGEM em FIIs AÇÕES, BDRs e Opções, bem como ETFs e todos os investimentos de Renda Fixa.