Um copo de água ao acordar, checar os e-mails durante o almoço, abrir as redes sociais assim que acordamos. Beber um café depois do jantar, um chá antes de dormir, checar o espelho sempre que abrir a bolsa…

Quando paramos pra pensar, nosso dia a dia está repleto de hábitos tão automáticos que nem percebemos. Na verdade, segundo um estudo da Duke University, nos Estados Unidos, 40% de tudo que fazemos não é motivado por decisões que tomamos, mas sim por pura força do hábito. Das 24 horas do dia, diz o estudo, 9 horas e 36 minutos são totalmente preenchidas por ações automáticas, pura rotina. É isso mesmo, 576 minutos do seu dia são gastos com coisas que você não decidiu fazer.

E quando aplicamos esse estudo ao nosso consumo a história é a mesma. Imagine tomar quase metade de nossas decisões financeiras sem pensar. Não pode dar certo, né?

A pesquisa mostra que o hábito segue uma lógica simples na nossa cabeça, mais ou menos assim: tem primeiro um gatilho, depois uma rotina e finalmente uma recompensa. Dessa forma, podemos ver que a maneira mais fácil de mudar um hábito é entender o que sua cabeça está buscando como recompensa. Depois, a ideia é substituir a rotina antiga por outra que lhe traga a mesma recompensa sem os prejuízos da antiga.

Não só na parte financeira, como na vida em geral, uma boa forma de mudar um hábito é estabelecendo outras metas. Dessa forma, a sensação de bem-estar de uma compra desnecessária é substituída pelo bem-estar que você sente ao atingir um novo objetivo.

Uma boa dica aqui é anotar seus objetivos em um papel, ou no celular, e sempre os consultar ao começar a pensar em comprar algo que não precisa. Acredite, a sensação de superar uma limitação antiga e alcançar um novo objetivo vai alimentar sua vontade de continuar apostando em você mesma.

E mais! Pode ficar tranquila, não demora muito para que uma nova rotina se torne um hábito. Segundo um estudo da Universidade de Londres, na Inglaterra, precisamos de 66 dias em média para nos adaptar e internalizar qualquer nova rotina.

Depois de fazer o diagnóstico da sua vida financeira como mostramos nesse link e identificar os excessos no seu orçamento, agora você já sabe como mudar seus hábitos para estar verdadeiramente no controle das suas finanças! Com os gastos mensais controlados, agora é só acompanhar os conteúdos da Easynvest e decidir qual o melhor investimento para o seu bolso!