Muita gente já se perguntou “o que é Selic?”, pois ouvimos falar sobre o assunto com uma certa frequência nos noticiários. No entanto, a maioria não sabe explicar o que ela é ou o motivo de o comitê de política monetária fazer ajustes nessa taxa.

Selic é a abreviação de Sistema Especial de Liquidação e Custódia, o que também pode ser chamado de taxa básica de juros — algo muito importante para o país, pois afeta a vida de todos, inclusive de quem investe.

Por isso, é essencial que você entenda o que é Selic e como ela afeta seus investimentos. Continue a leitura e entenda como funciona essa taxa.

 

O que é Selic?

 

Trata-se da taxa básica de juros da economia brasileira. A Selic é um sistema utilizado pelo governo, por meio do Banco Central do Brasil, para controlar a emissão, a compra e a venda de títulos.

Os bancos atrelam seus empréstimos à taxa Selic. No entanto, é muito comum encontrar exemplos onde as taxas de juros praticadas são altíssimas. Por isso, você deve saber a Selic para comparar com as ofertas que recebe.

Para descobrir a Selic do momento, basta observar a tabela de taxa de juros do site do Banco Central. Outra informação importante que você confere lá é a inflação, uma taxa importante para a Selic.

Quando a inflação aumenta, o governo tende a aumentar a Selic. Isso acontece porque, com a inflação mais alta, as pessoas compram menos. Quando aumenta a Selic, o governo força uma queda nos preços — estimulando o consumo.

 

Qual é a dinâmica da Selic?

 

É alto o volume de operações bancárias feitas diariamente. Para ter um controle em cima disso, o Banco Central obriga os bancos a fecharem o dia com seus respectivos caixas equilibrados. O objetivo é evitar excesso de dinheiro em circulação, permitindo o controle da inflação.

Para que os bancos se ajustem a essa obrigação, eles fazem empréstimos entre si e usam uma taxa de juros ajustada diariamente. Ela é chamada de Selic overnight, ou apenas Selic over.

Contudo, a taxa sobre a qual você ouve falar com frequência nos noticiários é a Selic meta, ou simplesmente Selic. A cada 45 dias, o comitê que cuida da taxa básica de juros do país se reúne para definir os ajustes na Selic.

 

Como a Selic influencia meus investimentos?

 

aprendendo o que é Selic

Entender o que é a Selic é fundamental para que você tome as decisões corretas sobre seus investimentos.

 

O grande interesse de quem quer entender o que é a Selic está em compreender como as mudanças na taxa básica de juros repercutem nos investimentos. Em alguns casos, a relação é direta, pois a Selic é utilizada exatamente para calcular a remuneração da aplicação. Em outros, as mudanças tornam alguns investimentos mais interessantes ou menos atraentes.

Agora que você entendeu o que é a Selic, observe como ela impacta em alguns investimentos:

 

Títulos públicos   

 

Quando a taxa Selic cresce, a rentabilidade a acompanha e aumenta, pois os títulos públicos rendem de acordo com a variação da LFT, seu título indexado, também conhecida como Tesouro Selic. O mesmo acontece quando há redução nessa taxa, causando uma menor rentabilidade.

 

Caderneta de poupança

 

O rendimento da poupança não varia de um banco para outro, pois é definido por lei. Sua fórmula depende da taxa básica de juros do país. Isso significa que, quando a Selic se encontra acima de 8,5%, a poupança paga a taxa referencial (TR) mais 0,5% ao mês. Isso totaliza 6,17% ao ano. Quando é menor ou igual a 8,5% ao ano, a poupança paga a TR mais 70% do valor da Selic.

Mesmo com a Selic alta, a caderneta de poupança tem seu rendimento limitado a 0,5% ao mês mais a taxa referencial. Por isso, em alguns casos, não chega a alcançar a inflação e se converte em um mau negócio para quem deseja investir seu dinheiro.

 

Certificado de Depósito Interbancário (CDI)

 

No CDI, o impacto acontece de forma parecida com a taxa Selic over — praticada nos empréstimos realizados entre bancos. Neles, títulos privados são dados como garantia. Eles são baseados na solidez do próprio banco.

Sendo assim, a Selic faz com que o rendimento do CDI aumente ou diminua de acordo com sua taxa praticada. Logo, rendimentos de renda fixa baseados em CDI acompanham esse movimento.

 

Como obter um rendimento maior que a Selic?

 

Uma vez que os investimentos de renda fixa acompanham a Selic, é possível garantir uma boa rentabilidade com eles. No entanto, para quem busca ganhar acima disso, existem outras possibilidades.

CDB, LCI, LCA e LC são investimentos que costumam remunerar acima da taxa Selic. Ao mesmo tempo, são operações de baixo risco e contam com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

Agora que você sabe o que é Selic, pode avaliar melhor as opções de investimento, se tornar um investidor qualificado e entender, de uma vez por todas, que poupança não significa investir. Existem opções verdadeiramente rentáveis e de baixo risco.

Para saber qual será o rendimento de suas aplicações em renda fixa, utilize nosso simulador. Basta informar o depósito inicial, o mensal e o tempo de investimento que você deseja. Pronto! O cálculo é feito e a estimativa aparece na tela em poucos segundos.