Montar uma carteira de Fundos de Investimento tem uma série de vantagens. Para começar, você conta com a ajuda de um gestor profissional. Trata-se de um especialista do mercado financeiro que trabalha para encontrar as melhores oportunidades para o seu dinheiro. Isso também vem acompanhado de praticidade, já que você não precisa monitorar o desempenho do Fundo diariamente.

 

É por isso que os Fundos podem ser boas opções se você não tem muito tempo disponível ou conhecimento sobre o mercado. Esse tipo de aplicação financeira ainda permite que, com apenas um Fundo, você já alcance um certo grau de diversificação. Isso acontece porque o gestor pode investir em diferentes classes de ativos, como ações de empresas com características bem diferentes.

 

Mas, como diversificar sua carteira de Fundos de Investimento? Um só Fundo já garante a diversificação? Ou basta aplicar em vários Fundos diferentes?

 

Na realidade, não é tão simples assim. Assim como em qualquer outro tipo de investimento, quando falamos em Fundos a diversificação também é fundamental. Portanto, neste post você vai encontrar dicas para montar uma carteira de Fundos diversificada e garantir o melhor para o seu dinheiro.

 

Boa leitura!

 

O que é uma carteira de Fundos diversificada?

 

Uma carteira de fundos diversificada significa ter dinheiro em mais de um Fundo de Investimento. Independente do tipo, seja Fundo de Renda Fixa, Multimercado, Fundo de Ações ou Fundos Imobiliários. Assim você vai reduzir os riscos das suas aplicações e garantir uma boa rentabilidade no médio e no longo prazo.

 

Isso é importante porque todos os investimentos são afetados por diversos fatores da economia. Agora, imagine o que acontece se esses movimentos econômicos prejudicarem justamente a aplicação que você escolheu. Podem ocorrer perdas financeiras e isso não seria agradável para o seu bolso.

 

Portanto, o mais lógico é que você coloque um pouco de dinheiro em cada Fundo.  Aproveite também a oportunidade de aplicar naqueles que têm rendimentos e riscos maiores. Sendo assim, é fundamental que você pesquise bastante antes de escolher um Fundo para chamar de seu. Ou seja, ao montar uma carteira diversificada, você faz bem ao seu bolso e consegue obter resultados melhores.

 

Como diversificar sua carteira de Fundos de Investimento

 

Para dar um exemplo, você pode fazer a composição da carteira com dois Fundos Multimercado Macro, onde a diferença entre eles serão as filosofias dos gestores. Vale destacar que, embora os gestores tenham filosofias de investimento diferentes, ambos podem ser bons e alcançar ótimos resultados em uma mesma categoria de Fundos.

 

A diversificação também pode ser feita com Fundos de Investimento é aplicando em tipos diferentes. Você pode investir, por exemplo, em um Fundo de Renda Fixa, um Multimercado, um de Ações, um Fundo Cambial, um de Ouro e outro de investimentos no exterior.

 

Ou seja, por meio de Fundos de Investimento você consegue acessar diferentes ativos e mercados diferentes, incluindo até mesmo proteções como ouro e dólar, fortalecendo a diversificação da sua carteira.

 

 

Como escolher e montar uma carteira de Fundos

 

Ter mais de um fundo em sua carteira de investimentos é importante, porém é necessário pensar de forma estratégica na hora de escolher onde você vai colocar o seu dinheiro. Levar em conta só um atributo do Fundo pode te induzir a fazer uma escolha ousada sem que você tenha perfil de investidor correto para ela.

 

Por exemplo, quantas vezes você conferiu o nome do fundo, viu que ele tinha um rendimento legal e coçou o dedo para investir?

 

Por isso, muito além de ficar de olho no rendimento de qualquer tipo de Fundo, o primeiro passo para tomar qualquer decisão é ter calma e analisar com cuidado. Continue a leitura e veja as dicas para investir em Fundos de Investimento:

 

  • Observe as características: Confira sempre as taxas de administração e performance, além do prazo de resgate. Vale a pena verificar os detalhes para declaração no Imposto de Renda.
  • Analise o fundo: Uma boa avaliação de performance não é necessariamente dentro de um tempo somente. Sempre contextualize com grandes eventos.
  • Conheça gestão: São pessoas que fazem as análises e, como qualquer um, podem cometer erros e acertos. Pesquise!
  • Conheça a casa gestora: Não esqueça de checar quanto tempo de mercado, resiliência e expertise a gestora possui.

 

 

Ajuda das Estrelas

 

Para escolher um Fundo de Investimento, não há fórmula exata ou dica mágica. Mas na Easynvest, você conta com as Estrelas Morningstar para essa tarefa.

 

Esta é a maior casa de análise de Fundos de Investimento do mundo, que disponibiliza um rating super qualificado para te ajudar na escolha.

 

Na prática, o rating Morningstar significa ter uma escala da relação risco e retorno que vai de 1 a 5 estrelas. Nesse ranking, a nota 5 mostra que o fundo entrega resultado com consistência e boa gestão. Você consegue visualizar as estrelas da Morningstar sempre que acessa a prateleira de Fundos, na nossa plataforma ou aplicativo.

 

Legal, né? Agora que você aprendeu o que precisa analisar, já pode começar a investir conhecendo Fundos de Investimento da Easynvest.

 

E lembre-se: seja como for, sempre diversifique!