_ por: Denise Damiani


Como o planejamento financeiro e o dinheiro podem ajudar a mulher a se livrar de coisas “tóxicas” e tomar melhores decisões?

As mulheres em geral trabalham e ganham para “comer”.  A triste realidade feminina ainda é de ganhar menos, gastar muito com familiares, amigos e consigo mesma e quando ainda sobra algo, não sabem investir esse orçamento.

Em média as mulheres ganham 25% a menos que homens em um cargo numa mesma empresa.

Dessa forma a vida fica sempre apertada, sem nada de reservas financeiras. E se você não tem reservas, fica sem espaço de manobra na vida: difícil trocar de emprego, difícil sair de um casamento que já não é bom, difícil querer empreender, difícil cuidar de si, da saúde e, também, tem sempre os imprevistos, emergências e o lazer! Não podemos esquecer do lazer, afinal, ninguém vive sem um pouco de prazer.

Para tudo é preciso de dinheiro guardado. Ou seja, Ganhar MAIS, Gastar MENOS do que se ganha e INVESTIR bem a diferença. Vou sugerir aqui que vocês aprendam a guardar dinheiro e que tirem os bloqueios que as impede. Essa técnica se chama 5 horas por semana.

Desta maneira poderá ir guardando aos pouquinhos e quando menos perceber terá um montante já investido que a deixará livre para tomar as importantes decisões que precisam de reservas financeiras.

5 horas por semana

Reservo 5 horas por semana para LER, VER VÍDEOS, ESTUDAR, EXPERIMENTAR, REFLETIR etc. Sobre qualquer assunto que me interesse no momento, não necessariamente a ver com trabalho ou nada especifico. Só precisa ser de meu interesse.

O único compromisso que tenho é o de anotar tudo em um caderno especifico para este fim. Estas horas são valiosas porque:

  • Elas estão na minha agenda e as executo sem culpa (culpa de que eu deveria estar fazendo algo útil, ou de trabalho, ou cuidando de algo urgente);
  • Elas me dão muito prazer;
  • Sinto que estou aprendendo algo novo;
  • Elas me nutrem de ideias e de experiencias que posso levar para várias áreas da minha vida;

Cada vez mais vejo pesquisas mostrando que o aprendizado continuo é o que nos leva a sermos melhores. O ato de aprender é tão importante quanto sobre o que você aprende. Saber que você pode se melhorar e fazer coisas no futuro que serão um avanço em relação ao que você faz hoje, é excitante e motivador.

Mas o tempo é limitado e mesmo tendo vontade de gastar muito mais do que 5 horas por semana nesta atividade, eu me atenho as 5 horas para poder ser produtiva nas outras áreas da vida.

As nove habilidades

Queria contar aqui para vocês sobre as nove habilidades a serem desenvolvidas para colher os melhores resultados em tudo que fizer, tanto pelo valor do que eles podem te trazer, assim como eles serão responsáveis por manter a qualidade do teu processo de aprendizagem.

Tenho me dedicado bastante a entender o que são as chaves para mudarmos comportamentos que não nos servem mais. O que eu chamo de bloqueios emocionais.

Reconhecer emoções em você e em outras pessoas e usar este reconhecimento na tomada de decisões e nas interações com outros. Isto é poderoso para focar a energia na direção de ter melhores resultados. Pesquisas americanas mostram que pessoas com esta habilidade ganham em média 29 mil dólares a mais por ano, quando comparadas as que não tem estas habilidades.

Então aqui vão as nove habilidades a serem desenvolvidas, que entendo serem em especial importante para nós mulheres:

  • Gerenciamento do tempo

Se livrar da tirania do urgente e passar a fazer o que é importante. Quantas vezes você acaba o dia se perguntando: o que mesmo que fiz hoje? O dia voou e não fiz nada!

  • Escutar

Deveria ser fácil, mas não é. Normalmente, ao invés de escutar, ficamos apenas caladas, esperando e planejando a nossa próxima fala. Para escutar temos que estar focados somente no que a outra pessoa está falando e suspender o julgamento. Adoro a frase: “escutar para concordar “.

Escute com os ouvidos e com os olhos.

  • Falar NÃO

Pesquisa da Universidade da Califórnia – São Francisco, mostra que quanto pior você for em DIZER NAO, mais vai experimentar stress e depressão.

NÃO é uma palavra poderosa, que não deveríamos ter medo de usar. Seja assertiva, não use eufemismos (como não sei ou não estou certa). Diga NÃO. Isto vai liberar um monte de tempo e energia para as coisas úteis e importantes.

  • Pedir ajuda

É necessário muita confiança e humildade para reconhecer que precisa e pedir ajuda na hora certa, antes que seja tarde demais.

  • Dormir bem

Ter um sono de qualidade ajuda a ter uma mente saudável. Durante o sono o cérebro remove proteínas tóxicas que são as responsáveis pela dificuldade de raciocínio, mata a criatividade e aumenta a inabilidade emocional. Não há cafeína que possa resolver isto.

  • Saber quando se calar

É ótimo falar tudo e fazer os outros saberem o que você pensa. Mas essa ótima sensação pode durar pouco. Escolha as batalhas que quer travar. Não entre em todas. Para mim esta habilidade foi talvez das mais difíceis de colocar em pratica, mas hoje consigo!

  • Tenha iniciativa

Vá para a ação. Tem bastante diferença em saber o que se deve fazer e o que fazer de verdade. Sair da paralisia do medo ou da preguiça e partir para o FAZER. Treine, até que isto se transforme em algo como sua segunda natureza.

  • Pense positivo

O famoso olhar o copo meio cheio. Não quer dizer ser ingênua ou fora da realidade. Nossa mente sempre foca no perigo (é parte do mecanismo de sobrevivência). Quando o perigo é eminente, este mecanismo é maravilhoso, mas na grande maioria das vezes aquilo com que nos preocupamos, nunca chegará a acontecer!

Você precisa fazer um esforço racional para se manter no otimismo.

  • Junte as 8 acima!

__

denise ok
Denise Damiani é formada em engenharia de sistemas digitais, com Executive Business School e do International Institute for Management Development na Suíça. Fundou a primeira empresa de home banking do Brasil , foi sócia das consultorias Accenture e Bain & Co. Ativista dos direitos da mulher, Denise se dedica ao empoderamento feminino por meio da inteligência financeira. Hoje tem a própria consultoria e é conselheira de administração. 

www.denisedamiani.com