O primeiro passo antes de começar a investir é decidir por onde você irá aplicar seu dinheiro. Essa decisão implica em escolher uma corretora de valores, pois será por meio dela que você irá alocar seu dinheiro nos investimentos. Mas, afinal, como uma corretora pode te ajudar?

Imagine um Shopping Center. Lá, você encontra lojas que oferecem diversos produtos. Roupas, acessórios, comida, etc. Você anda pelos corredores do shopping e olha as vitrines até escolher uma das lojas. Ao entrar, analisa os produtos e vê aqueles que mais agradam. Com as corretoras não é muito diferente!

O investidor vem até nós, analisa nossos produtos e escolhe os que mais combinam com seu perfil. Ou seja, uma das funções da corretora de valores é fazer a intermediação das pessoas que querem investir com os bancos, empresas, fundos de investimento e até o próprio governo.

Assim como em um shopping ou loja, no mercado financeiro há diversos tipos de investimentos e produtos. Uns mais conservadores, outros mais arrojados, com diferentes possibilidades de retorno e prazos de resgate.

Meu dinheiro está seguro em uma corretora?
Resposta rápida: Sim. Para garantir a segurança de todos os clientes e de seus investimentos, uma corretora segue normas das principais instituições e órgãos regulamentadores do mercado, como B3, antiga BM&FBovespa, CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e o Banco Central. Como regra, toda corretora é obrigada a registrar todos os títulos comprados nas instituições responsáveis.

E por que investir por meio de uma corretora de valores e não por um banco?
É o assunto do próximo post, mas podemos adiantar um pouco do assunto: em uma corretora o investidor encontra melhores taxas e variedade de produtos. Para entender melhor, é só clicar aqui!

Acompanhe!