Quando o brasileiro pensa em investir, uma das primeiras possibilidades que vem à cabeça é comprar um imóvel, seja para ganhar com a valorização ou para aumentar a renda com o aluguel. Talvez muitos ainda não saibam, mas é possível investir em imóveis por meio do mercado financeiro. E o melhor de tudo: não é necessário ter muito dinheiro para participar desta modalidade.

Essa opção surge graças aos FIIs (Fundos de Investimento Imobiliários), que são negociados em bolsa de valores. Os FIIs são similares aos Fundos de Investimento, onde há a figura do gestor e dos cotistas, mas o investimento é diretamente em um imóvel. Assim, o investidor tem a chance de ser sócio de grandes empreendimentos, mesmo com pouco dinheiro.

Como funcionam os Fundos de Investimento Imobiliário

  • Existem dois tipos de Fundos Imobiliários:
    Os que investem em imóveis e detêm participação em shopping centers, conjuntos comerciais, conjuntos residenciais e etc. Lembrando que vale investir em imóveis concluídos e buscar lucro com o aluguel da estrutura ou adquirir imóveis em construção para vendê-los posteriormente.
  • Também existem fundos que investem em ativos financeiros ligados ao setor imobiliário, adquirindo títulos como LCIs (Letras de Crédito Imobiliário) e CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários).

Em ambos os casos, há duas formas de lucrar. A primeira é pela valorização das cotas. A segunda, por meio da distribuição dos proventos, forma como as empresas destinam o lucro para os investidores, que poderá ocorrer de forma mensal, trimestral ou semestral, dependendo da característica de cada fundo.

  • Vantagens
    Baixo custo: as cotas são negociadas em bolsa de valores e não é necessário possuir grandes quantias para participar
  • Comodidade: o investidor (cotista) não tem responsabilidade de decisões, o que fica a cargo do gestor
  • Diversificação de carteira: possibilidade de possuir um ativo ligado diretamente ao setor imobiliário na carteira de investimentos
  • Liquidez: por serem negociados em bolsa, é mais rápido comprar ou vender cotas de um fundo do que negociar um imóvel

Vale mencionar, que é importante o investidor ler atentamente as informações sobre o fundo. Acesse o site de cada fundo para verificar onde investem e observar os históricos de retorno de cada um.

A lista com todos os Fundos Imobiliários negociados está disponível aqui.

Tributação em Fundos de Investimento Imobiliário
Os rendimentos pagos por Fundos Imobiliários são isentos de imposto de renda para pessoa física, desde que:

1) O fundo imobiliário possua ao menos 50 cotistas;
2) O investidor pessoa física possua menos que 10% do total das cotas emitidas pelo fundo.

Já o lucro obtido na compra e venda de cotas é tributado em 20%, sem isenção sobre negociações menores que R$ 20.000.

Quer saber mais sobre Renda Variável? Então acompanhe os outros posts da nossa série!